Quem somos

 

A catarinense Marilin Dallabona, criadora da Tom 21, sempre foi apaixonada por cores e por design. Cursou Publicidade em São Paulo e, em meados dos anos 90 criou a Tribal, marca de bolsas e acessórios que desenvolvia também para grifes como Sara Chofakian, SideWalk e Hering.

 

 

Em 2006 pegou sua curiosidade, alguma bagagem e voou para Londres. Lá ficou por oito anos. Cursou Buying and Merchandising na London College of Fashion University, gerenciou a marca de bolsas Kipling na renomada loja de departamentos Harrods, viajou, somou muitas referências para seu portfólio e em 2013 desembarcou de volta em São Paulo.

 

 

Escolheu o original e vibrante bairro da Vila Madalena para lançar a Tom 21, marca de bolsa colorida, leve, compacta e confortável. "A bolsa é como uma extensão de você mesma no dia a dia”, diz. "A mulher que usa a Tom 21 é prática e não a usa apenas como acessório”, define a empresária. “A bolsa é uma aliada para compor o visual e para facilitar a vida”.

 

 

Por isso, desde o início, quando constrói uma peça, Marilin pensa na leveza e no conforto. As bolsas Tom 21 são feitas à mão, totalmente em couro selecionado, com linhas retas e poucas ferragens. Os variados compartimentos, zíperes e fechos são estratégicos para ajudar a organização e garantir proteção na circulação pelas ruas das grandes cidades.

 

 

A observação atenta e interessada dos turistas brasileiros que circulam pela Vila Madalena e compram na loja resultou na criação da venda online.